quinta-feira, 29 de setembro de 2011

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

O SACERDOTE E O SAGRADO

'O sacerdote é um personagem da nossa sociedade. Uma figura com longa história em nossa cultura, que levou a termo tarefas com reconhecimento distintos e frequentemente até constratantes. Um personagem que mudou porque o ambiente em que se situa mudou. Assim, embora perseguindo um objetivo idêntico, ligado à função intitucional que exerce, o ambiente no qual vive o modificou, mudando até o modo externo com o qual se apresenta ao povo. Da veste talar comprida e preta com barrete com pontas e pompom ou chapéu rígido de abas largas, é possivel vê-lo às vezes à paisana, com jeans e camiseta, não mais identificável ou imediatamente reconhecível. E isso ele o fez para esconder-se, quando a sua missão, contrastada, devia ser executada de forma clandestina; ou então pela convicção de que devesse ser notado não pelo hábito, mas pelo seu modo de ser e por seu comportamento, invertendo o dito popular de que é o hábito que faz o monge.